Destaques :

Espírito Santo inova no sistema de informações turísticas com o uso de QR Code

Qualifica ES Turismo capacita Policia Militar para atendimento ao turista

Espírito Santo tem participação expressiva na Abav Expo Internacional de Turismo 2019

Senac lança observatório gastronômico online para fortalecer a Gastronomia Regional

Setur participa da elaboração do plano de retomada do turismo nas Montanhas Capixabas

Gramado na Caixa comercializa produtos de Turismo em sistema de assinatura mensal

Projeto usa atividade lúdica para mostrar importância da preservação do patrimônio histórico

18ª Semana Nacional de Museus começa nessa segunda-feira

Lives com atrações culturais celebram o Dia Internacional da Língua Portuguesa

Ícone mundial, capital de todos os brasileiros chega aos 60 anos!

#RezeEmCasa: confira a programação da Festa da Penha Interativa

Auxílio emergencial já pode ser solicitado por informais e microempreendedores

Triider facilita e moderniza a contratação de prestadores qualificados

Imagem iluminada de Nossa Senhora é inaugurada na Praça do Papa

Cidade de Antônio Prado tem tudo para competir em Turismo na Serra Gaúcha

Hotéis sorteiam diárias para o segundo semestre nas montanhas

Destinos e atrativos nacionais à distância de alguns cliques

Salário de funcionários de pequenas e médias empresas será financiado pelo governo

COVID-19 – Malha aérea essencial começa no sábado (28)

Ministérios do Turismo e da Justiça e Segurança Pública tratam de remarcação de viagens e direitos dos turistas

Coronavírus: bancos e fintechs prometem suspender dívidas de estabelecimentos

Comunicado Oficial da Comissão Organizadora da Festa da Penha

Ruínas do Sítio Histórico da Igreja de São José do Queimado: museu a céu aberto no Município de Serra

Divulgada programação da Festa de Nossa Senhora da Penha

Governo lança nota interministerial para orientar consumidor

Espírito Santo comemora Dia Nacional do Imigrante Italiano no Brasil

Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Turismo debate Coronavírus

Aeroportos de Vitória, Curitiba, Campinas e Brasília ganham prêmio de melhores do país

MTur discute novos critérios para atualização do Mapa do Turismo

Carnaval 2020: primeiro dia com muito samba e show de Sandra de Sá

Embratur e Fornatur alinham estratégia de promoção

MTur apoia festas de Carnaval em diversos estados brasileiros

Pavilhão de Carapina conta com eventos agendados até 2021

Organização Mundial de Turismo e Centro de Culinária Basca lançam 2º Concurso de Turismo de Gastronomia

Brasil e Emirados Árabes fortalecem relação para atração de turistas

Carnaval: 100 mil turistas devem desembarcar de cruzeiros no Rio de Janeiro

Entrada de turistas dos EUA, Canadá e Austrália no Brasil cresce 16% após isenção de visto

Carnaval deve movimentar R$ 8 bilhões no setor turístico

31ª Sommerfest começa em Domingos Martins e será solidária às vítimas das chuvas

Setur faz levantamento para recuperação de atrativos turísticos em cidades atingidas pelas chuvas

Em ação inédita, Embratur busca nos EUA investimentos para o turismo náutico no Brasil

Carnaval de Vitória 2020: veja a programação completa

Turistas e capixabas já podem compartilhar Ilustrações dos pontos turísticos do ES

Pesquisa no Réveillon mostra que 96,3% dos entrevistados recomendam o ES

MASP bate recorde de visitação em 2019

ES apresenta indicadores sobre a economia do turismo e do Réveillon capixaba

Sudeste é a principal escolha no verão para maioria dos turistas do Norte do país

Vivalá oferece Turismo aliado a participação voluntária em locais paradisíacos do Brasil

Nova empresa low cost anuncia voos internacionais para o Brasil

Com expectativa de mais turistas, aeroportos se prepararam para alta temporada

Turistas pela primeira vez no ES deslumbrados com belezas de Vitória e Vila Velha

Grupo Zurich inicia operação do Aeroporto de Vitória

Secretaria de Turismo faz pesquisa de demanda turística durante Ano Novo e Verão

Região Nordeste: Empresários da hotelaria estão otimistas com gastos de turistas no verão

Turismo de observação de baleias na costa capixaba faz sucesso em 2019

Museu em Santa Teresa apresenta vida e obra de Augusto Ruschi, Patrono da Ecologia

Brasil registra 27% de crescimento nas buscas globais por viagens para 2020

Aplicativo Angels facilita ato de doações para instituições de assistência social

Setor hoteleiro tem perspectiva de aumento na geração de emprego em 2020

Projeto para reformar Sítio Histórico da Prainha valoriza a natureza, memória, mobilidade…

Evento nacional promove o agroturismo capixaba

Enbrav 2019 Serra Gaúcha exibe atrativos diferenciados a agentes de viagem do Brasil

Cidade de Montevidéu trabalha para aumentar fluxo de Turistas brasileiros

Estado do Espírito Santo destaca-se entre as quase três mil marcas da Festuris 2019

Meeting FESTURIS 2019: Embratur aponta ecoturismo como o futuro do setor

Embratur negocia aumento de voos entre Catar e Brasil

Tarifário Turístico é tema de capacitação na região das Montanhas Capixabas

Restaurantes de Manguinhos lançam cardápio de verão nesta sexta-feira, 15 de novembro

Conheça o Espírito Santo

Receita de Mocotó

Dia da Moqueca capixaba é celebrado nesta quarta (30)

Mobilidade e transporte

Por Fabrício Faustini*

As relações entre os povos, comerciais, culturais, esportivas ou de lazer caracterizam-se por um fenômeno que não é mais tão recente, mas bem presente: a globalização. Hoje temos a capacidade praticamente instantânea de comunicação com qualquer parte do planeta e, ao vivo, podemos sem dificuldade compartilhar um fato pessoal, qualquer evento ou uma opinião. Das primeiras caravelas primitivas, vieram a navegação a vapor, as ferrovias, o telégrafo que estimularam o que temos atualmente.

No mundo atual, os transportes, tanto aéreos como de superfície, por água (marítimos e de hidrovias internas), por terra (rodovias, ferrovias e sistemas urbanos de movimentação) constituem elementos essenciais, sem os quais nossa sociedade não teria a atual estruturação.

Possível pela existência de transportes em abundância e que serve a um número cada vez maior de pessoas, o turismo deixou há tempo de ser uma atividade apenas para privilegiados e passa a ser de alcance da classe média e até mesmo de setores menos favorecidos. A organização dos transportes implica circunstâncias que vão além dos valores econômicos. Interfere na administração do espaço urbano e, naturalmente, na sua mobilidade.

A partir daí, a expansão urbana no Brasil ocorre de forma acelerada e essa situação não pode ser tratada de forma isolada. A dinâmica do trânsito, seu planejamento e a regulamentação do transporte coletivo, a logística de distribuição das mercadorias, a construção da infraestrutura viária, até mesmo a configuração das calçadas merecem atenção especial. Mobilidade é isso, mas também muito mais.

Integração

Toda a movimentação de bens, pessoas e meios de transporte precisa, necessariamente, ser tratada de forma integrada e sistêmica. Acessibilidade, segurança, confiabilidade e qualidade naquilo que se oferece devem ser premissas de gestores, técnicos e daqueles que têm a oportunidade de refletir sobre as cidades que, a todo momento, se movimentam e transformam. É necessário que se adote uma visão sistêmica sobre a movimentação de bens e de pessoas envolvendo os modos e os elementos que produzem as necessidades de deslocamentos.

Mobilidade leva em consideração noções de qualidade, acessibilidade, segurança e confiança num contexto próprio. Como seria bom ir e vir, não importa o compromisso e o horário, sem dificuldade. Sair no horário adequado e chegar sem atraso. Planejar um percurso e cumpri-lo. Um sonho para muitos. O aumento da população urbana exigirá cada vez mais soluções inovadoras e criativas para desafogar o trânsito. Não dá mais para apostar todas as fichas numa única alternativa porque dificilmente ela se sustentará. As populações não podem mais esperar. Os moradores de um núcleo cobram respostas dos gestores das cidades onde habitam e mantém. Os turistas têm sempre as melhores expectativas e merecem que sejam bem atendidas.

Juntos

A partir desta semana, teremos aqui um espaço para refletir sobre assuntos variados ligados à mobilidade, ao transporte, enfim, ao ato de ir e vir com segurança e rapidez. Trataremos de temas diversos que envolvam diretamente o dia a dia de todos nós. Daremos exemplos do que ocorre na nossa cidade, e nas vizinhas, em nosso país e pelo mundo. Buscaremos especialistas, gestores e interessados pelo tema. E ainda parceiros que valorizam nosso trabalho. Faremos entrevistas na tentativa de obter informações úteis e até de nos surpreender. Apontaremos questões relevantes, buscaremos dados concretos e faremos sugestões.  Para construirmos juntos queremos e precisaremos de sua participação.

Turismo

A mobilidade urbana é a forma e os meios utilizados pela população para o deslocamento num determinado espaço. Organização do território, fluxo de transportes de pessoas e também de mercadorias e os meios de transportes utilizados para essa movimentação. Não haveria, por exemplo, o turismo sem os deslocamentos.  Carros, ônibus, trens, aviões, barcos, barcas, transatlânticos, bicicletas, patinetes são apenas algumas das opções que o turista pode possuir. Por conta do grande índice populacional nas cidades a mobilidade é um dos principais desafios da gestão. Precisa ser prioridade.

Carro

A opção pelo transporte motorizado individual, que os especialistas chamam de “paradigma do automóvel” é um fato. E foi um erro. A utilização crescente do automóvel influenciou diretamente o traçado das cidades que surgiram nas décadas de 50 e 60. O exemplo mais notório, no país, foi a construção de Brasília. Neste caso, o deslocamento foi todo pensado para ser feito pelo automóvel. O transporte individual motorizado fracassou. Os engarrafamentos e a poluição do ar demonstram claramente isso, em especial, nas cidades mais desenvolvidas. A frota de automóveis brasileira cresceu 400% em dez anos, conforme dados da FGV (Fundação Getúlio Vargas), numa pesquisa realizada recentemente. Reflita: vale realmente você comprar um carro novo ou trocar o seu? O automóvel é um produto da Segunda Revolução Industrial (segunda metade do século XIX, e a sua invenção deu maior autonomia ao turista, que se viu liberado das vias fechadas. Passa então a decidir sobre seus destinos (itinerários) e horários. Foi uma mudança significativa e que perdurou por décadas.  A construção de transportes alternativos e coletivos, como o metrô de superfície, por exemplo, não apresentou o mesmo índice de aumento no período similar. A esperança é que isso começa a mudar. Voltaremos ao tema….

Mobilidade turística no Brasil

O Ministério do Turismo uma série de debates e estudos para preparar um diagnóstico completo sobre a mobilidade no Brasil. A intenção é saber quais os gargalos e as necessidades de cada modal de transporte, seja ele fluvial, aéreo, ferroviário ou rodoviário, para traçar um planejamento de ações e desenvolver políticas públicas mais eficientes. A intenção é melhorar a infraestrutura em transporte, qualificar o serviço oferecido e aumentar o fluxo turístico, contribuindo para fomentar a economia, gerar desenvolvimento e empregos. O grupo será composto por representantes do MTur, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), da Secretaria de Aviação Civil (SAC), de universidades federais e especialistas do setor. O diagnóstico servirá para melhorar o mercado de transporte no Brasil e acirrar a concorrência entre os modais algo, aliás, que é ótimo.

*Fabrício Faustini é jornalista, turismólogo e especialista em Administração. Já trabalhou em jornais, na hotelaria, em faculdade e no serviço público, onde atua.  E-mail: fabriciofaustini@gmail.com ou WhatsApp (27) 99806-6007.

Ler anterior

Museu em Santa Teresa apresenta vida e obra de Augusto Ruschi, Patrono da Ecologia

Ler próximo

Correios apresentam selo homenageando o Santuário Basílica de Santo Antônio

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

Follow On Instagram